O que a série Drácula da Netflix nos ensina sobre mortos-vivos | Parte 3 - Matando um vampiro - Desmorto

Desmorto

Diversão para vivos e não vivos

Post Top Ad

Responsive Ads Here

24/01/2020

O que a série Drácula da Netflix nos ensina sobre mortos-vivos | Parte 3 - Matando um vampiro



E chegamos a última parte desta série que discute a mitologia dos vampiros apresentados na série Drácula de 2020 do serviço de streaming Netflix.

Já falamos sobre o sangue e a relação dele com as memórias e o aprendizado do Drácula. E também falamos de como nasce um vampiro. E como todo começo, há um fim, então falaremos de como um vampiro pode morrer.

Conhecendo o inimigo: de onde surgiu o primeiro vampiro?


Como dito antes, não temos a origem do Drácula em si nesta série de 2020. Porém vamos retomar esse assunto para especular. Há algumas obras de ficção que tratam os vampiros como cainitas, que nada mais são que os descendentes da personalidade bíblica Caim (aquele filho de Adão e Eva, que matou seu irmão Abel). Caim então teria sido amaldiçoado por Deus que o puniu de uma forma que ele não pode mais morrer, não pode ver o sol, etc, ou seja, ele seria o primeiro vampiro.


Outra versão de origem, diz que o primeiro vampiro, que também recebeu uma punição divina, é nada mais nada menos que Judas, aquele que traiu Jesus.

Se o primeiro vampiro foi Caim ou Judas, isso não importa nessa história, o que importa é que nessas versões os vampiros foram amaldiçoados com a incapacidade de morrer. O que traz uma semelhança muito grande com um fato apresentado no primeiro episódio, onde um vampiro não pode se matar.

Filme He Never Died (2015)

Há histórias onde o vampiro realmente não pode morrer de forma alguma, mas isso aparentemente não se enquadra na mitologia da série Drácula (2020).


A criatura Drácula não é diferente de outros vampiros em sua essência. O que faz de Drácula especial é justamente como ele viveu, no caso sendo altamente seletivo com o que ele se alimenta (como visto na parte 1 desta série) e sendo um vampiro que viveu muitos anos (o que traz sabedoria por ter passado e visto muitas coisas e por ter acumulado poder e conhecimento de muitas vítimas).

Matando um vampiro de fato


Já vimos que um vampiro não pode se matar nessa série, mas vamos ignorar esse regra por um momento e tecer teorias que não tenham esse limitação.

Estaca de madeira no coração



O mais clássico das maneiras de matar um vampiro. Diferente de outras obras de ficção, onde a estaca simplesmente só paralisa o vampiro, nesta série o vampiro que tem a estaca enfiada no seu peito virá cinzas.

Fome


E ai entra o porque de deixarmos a regra do "não se matar" de lado. No começo da série, temos um Drácula decrepito. Tudo indica que ele ficou assim por falta de alimento (ele não queria se alimentar das pessoas da vila para não se "contaminar" intelectualmente).



Sendo assim, se Drácula continuasse com o jejum, muito provavelmente haveria um momento que o seu corpo se desfaria. Porém, é muito provável que isso nunca aconteceria. Primeiro temos a regra do "não se matar", e em segundo há algo visto em diversas outras obras de ficção que é o frenesi por fome.



Há histórias onde se um vampiro ficar muito tempo sem se alimentar, ele entra em um estado de puro instinto, onde ele irá se alimentar do que ele encontrar na frente. Na série, Drácula deu um certo indicio disso quando ele viu sua vítima se cortando acidentalmente. Então é muito provável que ele entraria nesse estado caso chegasse a esse ponto de fome.

Uma outra "solução" para a fome seria o que foi apresentado no começo do terceiro episódio. Drácula pode entrar em um estado de hibernação, onde com isso ele pode ficar inerte por um tempo indeterminado sem que de fato ele morra. Essa situação é apresentado por exemplo na série de filmes Anjos da Noite, Underworld no original (2003), onde os vampiros mais antigos se revezam hibernando, onde apenas um deles comanda os outros vampiros por um quantidade de tempo e depois outro o substitui e ele volta a hibernar.



Luz do sol


Não fica totalmente claro se a luz do sol simplesmente machuca o vampiro ou o mata de fato. Na verdade há diversos elementos nesta série que fica uma incógnita se realmente funciona ou não (graças ao confuso terceiro episódio).

Mas consideremos sim que a luz do sol pode matar um vampiro, já que isso é extremamente comum em outras obras de ficção e Drácula desta série de 2020 realmente tem uma preocupação genuína de ser exposto ao sol.



Na verdade a relação de Drácula com o Sol foi umas das coisas que gostei da série (fora o último episódio).

Sangue venenoso

E então entramos na forma de matar realmente diferente nessa obra (pelo menos não me recordo de ter visto igual antes). Se o vampiro tomar o sangue de alguém com câncer, o vampiro então morre.



Não fica claro se qualquer tipo de câncer causa esse efeito, ou se outras doenças também teriam essa reação, mas na história ao que parece logo no momento de ter contato com o sangue, o vampiro já percebe que é prejudicial e assim para de tomar o sangue.

Então essa maneira de matar um vampiro além de ser improvável que aconteça sem querer, teria que ter muita preparação por quem iria faze-lo.

Outras fraquezas


Há algumas fraquezas apresentadas na série que não exatamente servem para matar o vampiro, mas quem sabe acua-lo para uma armadilha.

O espelho aparentemente reflete a verdadeira face do vampiro, o que em muitas situações pode ser perturbador ou no mínimo desconfortável para o mesmo.



O crucifixo, e símbolos religiosos em geral, tem a capacidade de repelir o vampiro e na série teve uma explicação interessante. Isso pode ser explorado como proteção ou (dependendo da obra de ficção) até mesmo causar danos ao vampiro.

Há ainda a questão do vampiro só entrar em um local se for convidado e a necessidade de dormir sob o solo de sua terra natal, mas isso já faz parte de uma mitologia mais antiga e dificilmente teria uma função real para matar um vampiro.

Conclusão


E é isso, o vampiro é muito provavelmente o morto-vivo definitivo, mas como qualquer criatura fantástica, tem seus poderes e sua fraquezas.

É como dizem, se está vivo, ou de alguma maneira, desmorto, então pode ser morto.

E você, concorda com as teorias aqui apresentadas, tem alguma coisa que acha que ficou faltando? Use os comentários e nos diga. Quem sabe criamos uma nova parte para discutir.

Até uma próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado

Leia também

Post Top Ad

Responsive Ads Here