Falando um pouco sobre o livro Frankenstein - Desmorto

Desmorto

Diversão para vivos e não vivos

Post Top Ad

Responsive Ads Here

segunda-feira, outubro 25, 2021

Falando um pouco sobre o livro Frankenstein

E vamos fazer um review despretensioso de  algo extremamente clássico, amados por uns e de certa maneira ignorado por outros. Livros e contos. 

E para começar, o escolhido foi um dos clássicos que é referenciado até hoje no cinema e tv e faz parte do imaginário pop de praticamente todas as pessoas. A obra é até considerada o primeiro livro de ficção científica.
 
Estou falando de Frankenstein, escrito por Mary Shelley e publicado em 1818 e posteriormente tendo uma versão revisada (que é o que a maioria tem acesso) em 1831.



Não sou um leitor assíduo, então minhas impressões podem ser errôneas em comparação a leitores mais calejados, porém achei o livro com algumas partes um tanto contemplativas de mais (arrastadas), levando muito tempo ambientando por exemplo os detalhes geográficos onde os personagens passavam, e ao mesmo tempo sendo rápido demais em partes que ao meu ver mereciam mais destaque.
 
A morte de uma personagem perto do final pareceu tão óbvio e foi tratado tão rápido que pareceu não ter peso para o personagem e a trama em geral. 
 
Diferente de outras obras, o livro não tem castelos, raios e o povo segurando tochas.

Falando nisso, é intrigante para mim que a visão que eu tinha dessa história, trazida em principal por filmes, se mostrou tão diferente. Não há nada de castelos, raios como parte essencial do experimento, ou a frase clássica "_Esta vivo!". 
 
Cena clássica do filme Frankenstein, de 1931.


É provável que essa pré concepção da história de certa maneira criou uma expectativa que foi frustrada ao ler o livro, mas mesmo assim a leitura foi em sua grande parte agradável, trazendo diversos elementos para mim inéditos dessa grande obra. Minha parte preferida é o relato do "monstro" que ficou escondido na casa na fazenda.
 


Por fim ainda considero esse livro muito bom, principalmente por ser um clássico que trouxe uma das criaturas extremamente referenciada em diversas obras nas últimas décadas. 
 
Além do livro com a história original, para aqueles que preferem quadrinhos, temos recentemente lançado a obra Frankenstein feito pelo artista de mangá Junji Ito, a qual é aclamado por suas histórias de terror.
 
Frankenstein é uma obra clássica e indispensável para os apaixonados por terror e ficção científica. Fica aqui então minha indicação para quem tiver oportunidade ler o livro ou ver a história em quadrinhos de Junji Ito e não somente se basear em filmes e séries, já que esses nem sempre trazem a versão original desta história.

E sobre a biologia do monstro de Frankenstein, qual seria sua classificação? Um zumbi, um morto vivo? 
 

Não, nenhum desses. Baseado em discussões que já tivemos a classificação do monstro de Frankenstein, baseado na obra original já que dependendo do filme a biologia do monstro é diferente, é um golem de carne

Quem sabe no futuro discutimos mais esse assunto e explicamos melhor porque chegamos a essa conclusão e quais são os argumentos que baseiam essa classificação.
 
Até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado

Post Top Ad

Responsive Ads Here