Superman é mais ameaça que esperança | Fatos e Teorias - Desmorto

Desmorto

Diversão para vivos e não vivos

Post Top Ad

Responsive Ads Here

25 junho 2020

Superman é mais ameaça que esperança | Fatos e Teorias


Em diversas histórias, temos diversos antagonistas ao Superman que não necessariamente são vilões. O motivo geralmente é porque eles tem grande temor a uma entidade praticamente invencível e extremamente poderosa. Um dos maiores exemplos de antagonista nesse sentido é Lex Luthor, que em muitas obras não é necessariamente um vilão, mas apenas um grande crítico ao Superman. Porém há outro antagonista que muitas vezes esquecemos: o Batman.

Cena do filme Batman V Superman

Em obras onde eles ainda não se conhecem bem, como o filme Batman v Superman e as animações que antecedem a clássica série Liga da Justiça, o Batman é extremamente cauteloso e desconfiado ao Superman. Posteriormente, depois de se conhecerem melhor, o Batman até mesmo declara o Superman como seu melhor amigo, mas isso não impede por exemplo que ele sempre tenha kriptonita em seu cinto de utilidades, justamente para usar caso o Superman tenha sua mente controlada ou que ele simplesmente mude de lado. Porém esse tipo de cautela não é exclusiva para o Superman, já foi mostrado em várias obras, como a saga dos quadrinhos Torre de Babel e no filme animado Liga das Justiça: Legião do Mal (de 2012), que o Batman tem planos de contingências para todos os membros da Liga.

Mas seria um exagero? Será que o Superman seria capaz de ir para o lado do mal?

Hq Injustice 2, baseada no jogo de mesmo nome

Sim, é muito possível, como mostra por exemplo o grande sucesso dos games, a série de jogos de luta Injustice. Para quem não conhece, nesse jogo que tem uma grande história de fundo, o Coringa destrói Metropolis e induz o Superman a matar sua esposa grávida. Com isso o Superman em fúria mata o Coringa e decide então mudar sua visão de mundo para como lidar com os bandidos, e com isso ele cria um tido de ditadura mundial a qual ele, o Superman, é o regente ditador.

Outro exemplo é na saga em quadrinhos e o filme em animação de mesmo nome, Batman: Silêncio (Batman Hush, no original), onde o Superman é controlado por um tempo pela Hera Venenosa. O saga em quadrinhos é de 2002-2003 e o filme animado é de 2019.

Hq Batman: Hush

Temos então dois exemplos, mas há diversos outros nos quadrinhos, em geral mostrando o Superman sendo controlado por outra pessoa. Mas isso por si só não é justificativa para classificar o Superman como uma ameaça, já que na maioria das situações ele não era responsáveis por suas ações.

Mais ai que entra outro ponto a qual gostaria de debater e talvez esse seja o principal motivo para o Superman ser mais uma ameaça do que um símbolo de esperança. O Superman se considera sempre certo.

O pior vilão é aquele que faz o mal achando que está fazendo o certo

Há diversos momentos nos quadrinhos e nas animações que mostram o Superman simplesmente impondo sua vontade. Não porque ele quer ser mau ou chamar a atenção para si, mas porque ele tem plena certeza que aquilo é o certo.

Muitas vezes esse direcionamento por ele dá certo ou traz consequências negativas inofensivas, mas algumas vezes, esse pensamento que ele está certo e é irredutível com a opinião dos outros, traz consequências desastrosas. Algo que potencializa esse problema é que como o Superman é considerado imaculado, que é um ser perfeito por muitos, então qualquer um que discorda dele geralmente não tem apoio, mesmo dentro da Liga da Justiça.

O Superman, mesmo fazendo o mau ou tomando decisões desastrosas, ainda terá uma legião de pessoas (heróis ou não) que ainda o seguirão. Esse é enredo principal do já citado Injustice. Porém há outros exemplos onde uma decisão ruim do Superman custou muito caro para todos que não conseguiram se opor de suas ideias.

Atenção, spoilers leves a frente de obras recentes.



O mais recente caso é o filme animado, Liga da Justiça Sombria: Guerra Darkseid (Justice League Dark: Apokolips War, no original). Logo no inicio da animação temos a Liga da Justiça discutindo um "plano de invasão" ao lar de Darkseid afim de ser uma ação preventiva para evitar ataques futuros ao planeta Terra. Constantine questiona o plano, mas Superman é irredutível nesse curso de ação, Batman e os outros membros da Liga se mantém calados, o que acaba levando o plano em ação e consequentemente ao grande desastre com a Liga da Justiça praticamente destruída e a Terra dominada.

Outro exemplo é na saga em quadrinhos DCeased (DCompostos, em tradução livre). Onde em um ponto quase ao fim da saga, o Flash (Barry Allen) é contaminado e se torna um zumbi que corre pelo mundo infectando várias pessoas. Superman então toma não uma, mas três decisões que levam ao desastre.

Flash Zumbi

Leia mais sobre DCeased.

Em sua primeira ação ele impede que o Kid Flash vá atrás do Flash Zumbi, se colocando na situação de que ele é o melhor para resolver o problema. Quando finalmente ele encontra o Flash zumbificado, Superman, se achando totalmente invencível e invulnerável, tem a brilhante ideia de impedir/destruir o Flash Zumbi se chocando contra ele.

Fazendo isso, e voltando ao outros heróis, ele percebe que sua invulnerabilidade não é tão invulnerável e percebe um osso do falecido Flash fincado em seu tórax. Ao perceberem que estão infectados, muitos heróis e até mesmo vilões, prontamente tomam ações para se sacrificarem ou para se prenderem para evitar contaminarem outras pessoas, mas Superman considerando que tem uma biologia mais resistente decide se despedir de seus familiares primeiro. Depois de um tempo ele então vai embora para se sacrificar, mas como todas as suas recentes decisões, o que ele planejou não dá certo e o Superman se torna um zumbi a qual os sobrevivente da Liga da Justiça precisam agora impedir.


Superman além de ser uma ameaça caso seja controlado devido ao seu grande poder de combate, tem um fator mais destrutivo por ser uma figura messiânica, ser um símbolo de uma entidade que nunca erra. Com isso, acaba nublando as decisões dos outros quando ele toma uma decisão ruim ou errada, onde mesmo achando que o que está sendo feito não é o certo, não tem coragem de trair sua convicção de perfeição do Superman e acaba então o seguindo cegamente. O errado se torna certo caso seja o Superman que o faça.

Tudo que estamos discutindo até agora se trata de obras de ficção. A decisão de fazer uma coisa ou outra não cabe ao Superman, mas sim ao roteirista de suas histórias. Porém é importante notar que essas histórias, mesmo mostrando pessoas voadoras, bilionários que se vestem de morcego e batem em bandidos, entre diversas outras figuras fantásticas, refletem de uma forma simbólica o que pode ou não ocorrer no mundo real.


Então, uma dúvida que recai sobre nós seria "qual Superman da vida real seguimos cegamente e pode nos levar ao desastre?".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado

Leia também

Post Top Ad

Responsive Ads Here